Buscar
  • Areia

Um livro com muitas possibilidades



Marínea Maria Fediuk lança seu primeiro livro infantil “Os olhos de Micoco”. O livro parte de uma experiência pessoal para falar de estímulo e acolhimento e abordar, de maneira sutil, o racismo. O encontro de Nenéia, uma menina que está aprendendo a andar, com Micoco, o amigo de seu pai, que era negro e tinha, aos olhos dela, a altura de um gigante, faz o enredo se desenvolver.


“É um encontro de afetos. Acho que o livro traz possibilidades de reflexões sobre a construção que fazemos das diferenças”, diz a escritora. Ela também revela que as situações atuais a levaram a reencontrar a história da Nenéia e Micoco, “Quis resgatar a história real, porque a que era contada na família tratava como chacota a situação, e eu sentia vergonha”.


Ao falar de medo e encantamento, o livro abre possibilidades diversas para o diálogo com o pequeno leitor. É literatura e não pretende dar lições de moral, por isso, permite um amplo debate, seja sobre a superação de dificuldades, sobre tamanhos e vontades, sobre racismo, sobre inclusão, o futebol como cultura e tantas outras possibilidades. Por isso, é rico e representa muito bem a importância da literatura infantil na construção da sociedade.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo