Buscar
  • Areia

Infantil?

"Do que deve tratar a literatura infantil?" é uma pergunta que nos fazemos com frequência e, não raras vezes, a resposta que encontramos é de que não há limites, nem deve haver, posto que a liberdade criativa é a premissa da arte. Foi o tempo (há muito tempo!) que livros infantis eram criados para serem ferramentas pedagógicas. Uma história deve provocar reflexão e não incutir normas ou moral.


Nesse sentido e, acima de tudo, buscando promover a literatura infantil como instrumento de percepção, que temos em nosso catálogo autores como Andréia Evaristo, Eliana Efting, Jura Arruda, Marlete Cardoso, Quésia Cunha, Rita de Cássia Alves, com trabalhos tão cativantes quanto profundos.


Enquanto Andreia Evaristo (Borboleta no coração) aborda um tema delicado com a sensibilidade de quem observa ao redor e Quésia Cunha (As estrelas da vila do luar) chama a atenção para a língua que fere, Rita de Cássia Alves (Dor de passarinhos) provoca voares, que também o faz Eliana Efting (Vicente, o explorador) quando transforma a casa da avó em castelo.


Definitivamente, cabe à literatura infantil abordar as coisas do mundo, desde que o faça com sensibilidade e beleza.



11 visualizações

Correspondência

Rua Caravelas, 27 - Floresta

Joinville/SC - 89.212-408